Snow Leopard Journeys

No mundo dos animais selvagens e domésticos

Melhores práticas para prevenir carrapatos em cães

Melhores práticas para prevenir carrapatos em cães (2022.06.26)

0 3

Carrapatos são uma doença comum entre os cães em todo o mundo, especialmente se você mora em uma região onde eles são mais prevalentes. Embora os carrapatos sejam pequenos e muitas vezes possam parecer inofensivos, eles podem facilmente transmitir doenças de outros animais e infestar o corpo do seu cão em algumas áreas particularmente desconfortáveis.

Esteja você procurando por respostas sobre como lidar com uma picada de carrapato atual em seu cão ou buscando de forma proativa evitar futuros encontros com carrapatos, este breve guia irá garantir que você e seu filhote estejam adequadamente preparados.

O que são carrapatos?

Apesar do equívoco comum de que os carrapatos são insetos, eles são na verdade um tipo de parasita. Os carrapatos são tipicamente minúsculos até ficarem cheios de sangue por se alimentarem de seu hospedeiro, ponto em que se tornam visivelmente maiores e mais redondos. Eles têm oito pernas e estão disponíveis em uma variedade de cores e tamanhos, dependendo do tipo de carrapato comum em sua região.

Como os carrapatos estão intimamente relacionados a ácaros e aranhas, sua aparência geral costuma levar as pessoas a pensar que são apenas mais um inseto comum, desconsiderando sua presença. No entanto, ao contrário dos insetos comuns, sua origem parasitária permite que vivam pelo menos vários meses sem alimentação regular e os torna uma ameaça significativa para animais de estimação e humanos.

Quão perigosos são os carrapatos?

Você pode se perguntar como algo tão pequeno como um carrapato pode se tornar tão prejudicial. Existem diferentes tipos de carrapatos em todo o mundo e, embora você possa viver em uma região onde eles são menos comuns, os carrapatos que existem nas proximidades ainda podem representar uma ameaça para você e seu cão. Isso ocorre porque os carrapatos podem transmitir uma variedade de doenças.

Sua capacidade de se mover de um hospedeiro para outro permite que eles transmitam as mesmas doenças para você ou seu cãocompanheiro. Mesmo que um carrapato não transmita uma doença ao seu cão, uma picada de carrapato ou um carrapato que ainda está presente no corpo do seu cão é um motivo de preocupação. Quando um carrapato morde seu cão, ele pode liberar toxinas na corrente sanguínea dele, causando desconforto e danos à saúde dele.

Se um carrapato picar seu cão e a área infeccionar, pode evoluir para uma infecção bacteriana grave ou até mesmo fazer com que seu cão seja infectado por vermes. Embora você possa antecipar que apenas um carrapato pode picar seu cão, a triste realidade é que às vezes vários carrapatos podem se seguir e levar a uma infestação. Isso tende a acontecer se você tiver viajado para uma área desconhecida com uma alta concentração de carrapatos.

Um carrapato se alimentando de um cão por um período prolongado sem qualquer ação apropriada tomada para remoção é outra causa possível. A interação com outros cães que têm uma infestação de carrapatos pré-existente também pode levar a uma infestação em seu cão. Infestações por carrapatos são uma preocupação séria porque, se não forem tratadas e gerenciadas adequadamente, a infestação pode crescer, causando eventualmente anemia grave em seu cão ou até a morte.

Como identificar carrapatos em cães

Agora que você entende a ameaça que os carrapatos podem representar, também entende como é importante identificá-los e removê-los para que seu cão possa receber tratamento. Às vezes pode ser difícil identificar os carrapatos em seu cão porque eles podem se esconder com eficiência dentro do pelo. Outras vezes, será muito óbvio que um carrapato está presente porque eles podem empurrar parte do pelo, causando inchaço na área afetada, ou seu cão pode estar coçando o local da picada de carrapato devido a irritação ou inflamação.

De modo geral, um carrapato em seu cão pode parecer uma protuberância pequena, redonda e elevada. Muitos cachorrosos proprietários tendem a confundir carrapatos com verrugas ou crescimento de pele em seus cães. No entanto, nem sempre são encontrados carrapatos se alimentando de áreas visíveis em seu cão. Muitas vezes, eles podem infestar algumas regiões inesperadas do corpo do seu cão.

Vídeo do youtube: Melhores práticas para prevenir carrapatos em cães


Por exemplo, às vezes os carrapatos se fixam na parte de baixo da orelha de um cachorro. Este é um local muito comum para infestações de carrapatos e pode ser muito desconfortável para o cão se não for tratado imediatamente. Outra área popular que ataca o alvo é ao redor do pescoço do seu cão, o que pode significar que às vezes eles não são identificados se estiverem presos sob um grande tufo de pêlo ou sob a coleira do seu cão. Os carrapatos também podem se esconder entre os dedos do pé do seu cão, sob o rabo e nas fendas sob as pernas.

Uma boa maneira de identificar os carrapatos que podem estar se escondendo no corpo do seu cão é passar um tempo passando os dedos pelo pelo e verificando se há saliências ou marcas incomuns que possam não estar presentes durante a sessão anterior de escovação. Pincéis de limpeza e ferramentas semelhantes também podem ajudar a localizar os carrapatos no corpo do seu cão. Se você tende a escovar muito seu cão e perceber que algo fica prendendo a escova e o impedindo de dar uma passada sólida no pelo do seu cão, pode ser um indício de que há um carrapato escondido embaixo.

Remoção de marca

Se você não sabe como remover um carrapato ou não tem as ferramentas adequadas para remoção, pode ser arriscado. Se você não remover um carrapato corretamente, isso pode resultar na infecção de partes da boca do carrapato que permanecem incrustadas na pele do seu cão. Sempre que você encontrar um carrapato em seu cão, a melhor coisa a fazer é entrar em contato com o veterinário. Eles removerão o carrapato ou fornecerão as ferramentas e diretrizes corretas para a remoção e quaisquer medicamentos necessários.

Se você receber orientações sobre como remover o carrapato sozinho, terápara verificar o corpo do carrapato depois para garantir que sua boca e pernas ainda estejam presentes. Se alguma parte do corpo do carrapato parece estar faltando, isso significa que essas partes ainda estão embutidas na pele do seu cão. Se o carrapato ainda estiver vivo, uma orientação adicional pode ser necessária para matá-lo com segurança. Os carrapatos nunca devem ser mortos por esmagamento, pois isso pode realmente colocar você em maior risco de ser mordido.

Dicas para prevenção de carrapatos

A melhor maneira de reduzir a ameaça dos carrapatos é agir com antecedência para evitar que eles alcancem ou sobrevivam a um encontro com seu cão. Como você já deve saber, existem muitos tratamentos tópicos disponíveis sem receita em sua loja de suprimentos para animais de estimação local.

Embora alguns desses tratamentos ajudem a matar os carrapatos se eles se apegarem ao seu cão, os ingredientes desses produtos às vezes podem ser questionáveis. Você deve sempre gastar algum tempo pesquisando esses tipos de tratamento e suas avaliações relacionadas para pesar os prós e contras da aplicação na pele ou pelo de seu cão.

Outros produtos, como coleiras ou comprimidos orais, também podem ser usados ​​como uma opção preventiva para reduzir os carrapatos ou matá-los completamente, mas, novamente, o uso desses produtos é baseado no seu nível de conforto. Em geral, você deve sempre consultar seu veterinário sobre o que pode ser feito como medida preventiva. Seu veterinário poderá prescrever medicamentos ou tratamentos que não estão disponíveis sem receita e também poderá aconselhar se os produtos comprados em lojas são seguros para uso em seu cão.

A verificação ativa de carrapatos é fortemente recomendada como a principal opção preventiva, pois ajudará você a se familiarizar com o corpo do seu cão e reconhecer quando um carrapato pode estar presente nele. Isto é particularmenterelevante se você mora em uma área onde os carrapatos são comuns. Os tratamentos preventivos são úteis, mas não substituem o monitoramento ativo.

Claro, se você estiver verificando ativamente se há carrapatos no corpo do seu cão, lembre-se de estar atento para se proteger. Um carrapato que está interessado em se alimentar de seu cão estará igualmente interessado em se alimentar de você ou de qualquer outro animal que você possa ter em sua casa!

Conclusão

Embora os carrapatos possam realmente causar estragos na saúde do seu cão, protegê-lo não precisa ser complicado. Limpeza frequente, ferramentas de remoção fáceis de usar e orientação profissional de seu veterinário podem eliminar as suposições na prevenção de carrapatos e garantir que seu cão receba os cuidados necessários caso uma picada de carrapato seja inevitável.

Ficar atento à saúde do pelo e da pele do seu cão e ser extremamente cuidadoso ao descobrir a presença de um carrapato é essencial para proteger vocês dois dos riscos potenciais à saúde causados ​​por esses pequenos parasitas. Se você tiver alguma dúvida quando um eventual encontro com um carrapato surgir, entre em contato com o seu veterinário para obter mais suporte sobre a remoção e o tratamento do carrapato.

lm: 26, 6 , 2022

Tim Forest

Tim Forest

Olá, meu nome é Tim, adoro animais e adoro falar ainda mais sobre animais.

0 Comentários

Deixe uma resposta